Justiceiro

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp

Onde eu chego não levo pra casa
Nenhum desaforo que fira meu nome
Defendo as mulheres carentes de afeto
Que querem aninhar-se nos braços de um homem

Ai, é triste meu destino
Eu sou paladino
Do pranto e da dor
Defendo os que sofrem
E estou indefeso
Cada vez mais preso
No laço do amor

Eu defendo dos dias de inverno
As vidas que buscam o sol dos caminhos
Só eu não encontro o amor que procuro
E vou pelo mundo vagando sozinho

Justiceiro da lei e da ordem
O que me ilumina é a luz da razão
Só não compreendo porque sendo justo
Tão injustiçado é meu coração

Las canciones más vistas de

José Fortuna en Julio