Vitor Kley

Já Era

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


Conheci essa mina num lugar estranho
Que eu não gosto nem de comentar
Era loira, usava um salto alto e uma saia justa
Que meus olhos não pensavam nem em disfarçar

Sei que é difícil de compreender
Mas me apaixonei pela pessoa errada
Era aquele amor de aluguel que eu ligava a qualquer hora
Não importa se era dia ou madrugada

E aí, já era, ela me pegou de jeito e eu fiquei amarradão
Quem dera
Se ela fosse minha e não fosse da multidão

Já era, ela me pegou de jeito e eu fiquei amarradão
Quem dera
Se ela fosse minha e não fosse da multidão

Peguei uma mina que sei lá cara
Eu não sei o que fazer, na moral

Fiquei preocupadão, logo de início
Mas vi que nada disso tinha a ver com a nossa relação

Sem preconceito a nossa amizade era colorida
Pena que eu precisava ter a grana na mão

Sei que é difícil de compreender
Mas foi pra ela que eu abri meu coração

Hoje em dia a gente vive junto
Eu nunca entendi direito como é a sua profissão

E aí, já era, ela me pegou de jeito e eu fiquei amarradão
Quem dera
Se ela fosse minha e não fosse da multidão

Já era, ela me pegou de jeito e eu fiquei amarradão
Quem dera
Se ela fosse minha e não fosse da multidão

Já era
Quem dera

Fui dar um rolê com a gata esses dias
E ela começou a me contar tudo que já viveu
Fiquei bolado e meio preocupado
Percebi que muitos já provaram a mesma fruta que eu

Sei que é difícil de compreender
Mas foi a mim que essa mina escolheu
Ela finge que não tem passado
Eu finjo que não sei de nada
É isso aí, tamo junto, valeu

E aí, já era, ela me pegou de jeito e eu fiquei amarradão
Quem dera
Se ela fosse minha e não fosse da multidão

Já era, ela me pegou de jeito e eu fiquei amarradão
Quem dera
Se ela fosse minha e não fosse da multidão

E aí, já era, ela me pegou de jeito e eu fiquei amarradão
Quem dera
Se ela fosse minha e não fosse da multidão

E aí, já era, ela me pegou de jeito e eu fiquei amarradão
Quem dera
Se ela fosse minha e não fosse da multidão


Autor(es): Vitor Kley