Ponto De Equilibrio

O Rasta Vive da Verdade

Print songSend correction to the songSend new songfacebooktwitterwhatsapp

Não crie um tumor dentro de sua própria alma
Levante a cabeça, olhe pra frente
Mantenha a calma
Não se julgue o mais sofredor dos sofredores
Aqui é a Babilônia e ninguém dorme sobre as flores, é
Se lembra daquele homem que não tinha os pés
Pedindo trocados, morrendo de fome
Todos deveriam parar de se lamentar
Para perceber como seria bom ter liberdade
E começar a lutar
Lutar por seus direitos
Parar de reparar os defeitos uns dos outros
Do que adianta olhar e não ver
Falar e não dizer
Dizer e não fazer
Ter medo do sistema é como temer a si mesmo
É como olhar pra trás e não ver o próprio erro

O rasta diz a realidade
O rasta vive a verdade
O rasta diz a verdade
O rasta vive na realidade

A vida é como um jogo de perguntas e respostas
Cada ato tem sua reação
A consciência é que vai pesar
Quando a verdade volta
A consciência é que vai contar
Será difícil suportar
Cada ser humano tem a sua missão
Um guerreiro não desiste, um rastafari insiste
Com fé na vitória e com perseverança
Seguindo a própria trajetória
Confiando em sua lança
São Jorge derrotou um dragão,
Contra a grande maldição
A babilônia tenta te educar
Com propagandas enganosas
Te ensinando a mentir
E a fingir que está sorrindo (háhá)
E a fingir que está sorrindo (háhá)
Na verdade ela teme o dia do confronto
O dragão não está pronto
E sabe que nunca estará
Tentará sempre adiar o momento em que a lança rasta irá, rá
Revolucionar, copiando com a verdade sobre a proteção
de Jah

O rasta diz a realidade
O rasta vive a verdade
O rasta vive a verdade
O rasta diz a realidade

The most viewed

Ponto De Equilibrio songs in April