Poléxia

O terraço

Print songSend correction to the songSend new songfacebooktwitterwhatsapp

De todos os dias esse foi o melhor
No café eu nem sinto o amargo do pó
Marcado o encontro desço na estação
Procuro em placas o seu nome em vão.

Você nem precisa se apressar
O carro sem freio pode descontrolar
O fluxo certo sem seguir direção
É minha cabeça sempre na contramão.

Eu perco o foco, enlouqueço outra vez
Faz de conta que nada disso aconteceu. (2x)

E vou como um esboço de um peito em papel
Você diz, que esse terraço é um reinado do céu.

A nossa pressa escrita em nanquim
Seu abraço rasga o que sobrar de mim.

De todos os dias este foi o melhor
No café eu nem sinto o amargo do pó
Marcado o encontro desço na estação
Procuro em placas o seu nome em vão.

Você nem precisa se apressar
O carro sem freio pode descontrolar
O fluxo certo sem seguir direção
É minha cabeça sempre na contramão.

Eu penetrei seu orgulho sincero
E desejei sua comutação
Eu quis a dor como algo que espero
E nada disso me aconteceu.

E vou como um esboço de um peito em papel
Você diz, que esse terraço é um reinado do céu.
Você diz, que esse terraço é um reinado do céu.

A nossa pressa escrita em nanquim
Seu abraço rasga o que sobrar de mim.