Lucinha Bastos

Pai d'Égua


Print songSend correction to the songSend new songfacebooktwitterwhatsapp

Quem não conhece o Pará, já perdeu
Porque o que aconteceu
Num dia, no outro não tem
A gente basta parar para ver
Que é diferente e porque
Jamais se esquece Belém
Existe um termo chamado Pai d'égua
Pra definir tudo quanto
É mais bonito ou melhor
Não adianta esquadro nem régua
Para provar o que é tanto
Pai d'égua é sempre maior

Pai d'égua é dia de sol em Mosqueiro
Salinas ou Marajó do outro lado
Pai d'égua é a rede é o vento é o cheiro
Do Bacuri ou do Pato no Tucupi caprichado

Pai d'égua é Remo e Paysandu jogando
É o Círio de Nazaré na avenida
Pai d'égua é a moça que passa flertando
Naquele quero-não-quero
Que é o gostoso da vida

LaLaLaia LaLaLaia
Quem vai ao Pará parou
Bebeu Açaí, por lá ficou


Writer/s: Billy Blanco

The most viewed

Lucinha Bastos songs in July