Luiz, o Visitante

Pelo Nome


Print songSend correction to the songSend new songfacebooktwitterwhatsapp

Eu nunca precisei
Buscar contato com ninguém
Nunca precisei ir
Por que eles que sempre vem
E dessa merda toda
Eu fui o que foi mais além
Busquei profissionalismo
E contar nota 100

E pelo nome cês achava, que eu era das quebrada
Que inveja a todos que se destaca
As vezes penso, pra quer fazer e buscar o som perfeito?
Ser o mais foda, se você vai morrer do mesmo jeito?
Por que nada eu vou levar, porque, porque isso buscar
Peço a Deus, para esse pensamento de mim tirar!
Ostentar, não será uma simples ostentação
Vai se o trofeu de trampar e sempre manter função
Nego critica, porque não faço meu rap favela
Mas não ver, que eu fiz o meu sem ter ajuda de panela
Puta, meu rap não é cota racial
Então que se foda, faço para o publico geral
Animal, talento não é classe social
Sua meta é ser eu, minha meta e não ser igual

Eu nunca precisei
Buscar contato com ninguém
Nunca precisei ir
Por que eles que sempre vem
E dessa merda toda
Eu fui o que foi mais além
Busquei profissionalismo
E contar nota 100

Eu fiquei foda, sem apelar por frases de efeito
E o que mais eles aplaudem é justamente meus defeitos
Ver que sou diferente, aprimorou o meu conceito
E olhar meu defeitos, só me faz achar que sou perfeito
Eu compreendo, por que nunca cê gostou de mim
Antes por esta começando, hoje é por que cresci
Eu cago pra criticas e elogios também
Eu não faço esperando aprovação de ninguém
Mas se não gostar, nada vai mudar pra mim
Hoje cê vai embora, amanha 50 tá aqui
Vejo os gringo lá fora sabe o que é ostentação
E os mc’s daqui se ostenta com produção
Eu aprendi, a fazer o meu trapo acontecer
E o melhor, que não tenho mesmo quem agradecer

Eu nunca precisei
Buscar contato com ninguém
Nunca precisei ir
Por que eles que sempre vem
E dessa merda toda
Eu fui o que foi mais além
Busquei profissionalismo
E contar nota 100


Writer/s: Luiz Paulo Pereira

The most viewed

Luiz, o Visitante songs in January