Marcelinho de Lima

Pout Pourri: Na Hora de Amar - E Tome Amor - Agenda Rabiscada


Print songSend correction to the songSend new songfacebooktwitterwhatsapp

Parte1
Seu olhar sempre está muito longe
Em um lugar que se chama solidão
Chego a pensar que você se esconde
da minha paixão

Sempre a voar
Pensamento distante
Eu me pergunto o que foi que eu fiz
Mas são palavras, que nem responde
Te vejo infeliz

Você deve estar
Com medo de contar
Que seu amor
Por mim acabou
Sempre fingiu
Nada sentiu
Na hora de amar

Eu vejo o sol
Se afastando no horizonte
Igual a você
Que se encondeu de mim
Não sei porquê o amor que era tão grande
Foi ficando assim

Você deve estar
Com medo de contar
Que seu amor
Por mim acabou
Sempre fingiu
Nada sentiu
Na hora de amar

A gente sente quando tudo acabou
Quando o encantou da paixão sumiu
Um sentimento que só meu coração descobriu

Você deve estar
Com medo de contar
Que seu amor
Por mim acabou
Sempre fingiu
Nada sentiu
Na hora de amar

Parte 2
(Porque cada vez que a gente se encontra é bom demais!)

Porque cada vez que a gente se encontra é bom demais
É tanta loucura que você me faz
E tome amor, tome amor, tome amor

Tanto tempo sem te ver
O meu dia sem você
Tá tão vazio
Tô tentando aceitar
Outra noite sem te amar
Faz tanto frio

Por que não me telefona?
Quero ouvir a sua voz
Fala que ainda me ama
Essa distância entre nós
Que não dá mais pra agüentar
Viver longe de mim

Não, não, não
Não sei me explicar
Como tudo começou
No meio da multidão
O teu olhar, o teu jeito me parou
Já tentei, já fiz de tudo,
Mas não deu pra fugir, desse amor


Porque cada vez que a gente se encontra é bom demais
É tanta loucura que você me faz
E tome amor, tome amor, no meu peito
Esse coração que agora já não quer mais lhe deixar
Pois é só a gente se encontrar
Tome amor, tome amor, tome amor

Parte 3
Você fala por aí que não me ama (Mentirosa)
Você jura que já não sente mais nada
Mas a noite é pesadelo em sua cama
Solidão na madrugada
Telefone na parede desligado
E o meu nome em sua agenda rabiscado
São sintômas de paixão mal resolvida
de amor mal acabado

Você deita mas o sono te levanta
Faz de tudo pra dormir não adianta
Tá morrendo de saudade
E por orgulho
Não vem me procurar

Quem esqueceu não chora
Quem chora ainda lembra
Quando se esquece rasga
Não se rabisca a agenda
Quem esqueceu não chora
Nem rola pela cama
Se ainda perde o sono
É que ainda me ama x2

The most viewed

Marcelinho de Lima songs in July