Ademyr Rico

A Ida do Boêmio


Print songSend correction to the songSend new songfacebooktwitterwhatsapp

A Seresta ficou órfã de uma vez
Nosso boêmio não fará mais serenata
Novo cenário no palco a saudade fez
Sem violão do farrapo ao magnata
A voz bonita, forte mansa e melodiosa,
Mudou de plano no marcante mês de abril
Eternamente as canções maliciosas
Serão ouvidas nas noitadas do Brasil

Fisicamente silenciou seu coração
Mas a canção na terra não silencia
Nelson Gonçalves e o amigo violão
Foram inscritos numa outra boêmia
No andar de cima, porém no meio de nós
O seresteiro vai ter a paz como prêmio,
Apaixonados vibrarão com sua voz
Porém, jamais terão a volta do boêmio.

A Seresta ficou órfã de uma vez
Nosso boêmio não fará mais serenata
Novo cenário no palco a saudade fez
Sem violão do farrapo ao magnata
A voz bonita, forte mansa e melodiosa,
Mudou de plano no marcante mês de abril
Eternamente as canções maliciosas
Serão ouvidas nas noitadas do Brasil

Fisicamente silenciou seu coração
Mas a canção na terra não silencia
Nelson Gonçalves e o amigo violão
Foram inscritos numa outra boêmia
No andar de cima, porém no meio de nós,
O seresteiro vai ter a paz como prêmio,
Apaixonados vibrarão com sua voz
Porém, jamais terão a volta do boêmio.


Writer/s: Ademyr Rico

The most viewed

Ademyr Rico songs in January