Abel e Caim

Derradeira Morada

Print songSend correction to the songSend new songfacebooktwitterwhatsapp

Se os dias do meu passado
Renascessem novamente
Eu teria a meu lado
Quem eu amo loucamente

Meus sonhos teriam vida
Meus lábios beijos ardentes
Eu não padecia mais
Afogando os meus ais
E a dor que meu peito sente

Se voltassem meus cabelos
A cor de antigamente
As rugas que me envelhece
Se acabavam simplesmente

Minhas perna enfraquecida
Ficariam resistente
Eu seguia a minha estrada
Procurando a minha amada
Que eu perdi para sempre

Vai bem longe aquele tempo
Que jamais me sai da mente
Levando a felicidade
Que passou tão de repente

Assim como o vento passa
Vai pra outro continente
Passou minha mocidade
Só deixando por maldade
A velhice no presente

Vivo mergulhado em pranto
Há fingir que estou contente
Carregando um sofrimento
Que aos poucos mata a gente

No silêncio dos meus dias
Eu alcançarei somente
O final da minha estrada
Aonde eu encontro morada
Pra morar eternamente


Writer/s: Dino Franco

The most viewed

Abel e Caim songs in October