Eu sou a Lenda

Print songSend correction to the songSend new songfacebooktwitterwhatsapp

Eu sou a lenda e você sabe disso
Vivendo do que falo, falando do que vivo
1 Pelo show 2 pelo brilho
Um passo após o outro sei que fiz o possível
Wellington e paloma Deus está contigo
Soldado maquinado conheço o inimigo
Mas essa vai pra quem é meu amigo
Um homem na estrada escolhe seu caminho
Ouvindo 2pac e tomando vinho
Sem bronca, sozinho, magoado, esquecido
Imprevisível com ferro no sinto
Acordo prevenido esse é meu serviço
Profissão perigo verso proibido
Saudade da esposa, da coroa, do filho
Bandido arrependido perdendo seu sentido
Vitima do vírus lutando comigo
Sério e dividido sei que não faz sentido
Na rádio está tocando se você está sozinho
Detesto sofrimento diminua o ritmo
Lembrei daquela mina e do primeiro filho
Se for igual a mãe será muito bonito
Juro ser verdadeiro nada mais que isso
Penso em você, mas você está comigo
Nunca senti o que estou sentindo
Por algum motivo me sinto envolvido perdendo o controle lutando comigo
Já chega estou farto um dia vou rir disso
Preciso de alguém que valorize isso
A mente do vilão te pegou desprevenido
Minha mãe querida gosto do seu carinho
Se Deus quiser logo estou contigo
Gangster rap legítimo
Fazendo o impossível no meio dos tiros
Já vi o extermínio prefiro james brown do que morrer por isso
No meio do atrito um total delito
Conheço o inferno conheço o paraíso
Mas olha o patrício bolando um fininho
Se pá fica esquisito de 100 gramas meio quilo
Tudo esclarecido, mas nada resolvido
Pro seu azar embaço, critico
No meio do lixo carregando um livro
Se for pra resolver quero vê quem tá comigo
Gente que acredito, gosto e admiro
Brigava por justiça e paz levou tiro
Sozinho eu sou agora meu inimigo intimo
Sai do 121 pra fazer um verso limpo
Pior que ditadura o demônio está matando
Mas Jesus está vindo o rap é o portal e meu sexto sentido
(Segunda-feira, 16 de março de 2009, 23:00 vila augusta)
Fui alvejado por 2 desconhecidos que no abdômen deram 2 tiros
Quem me salvou ficou rendido
Mas voltei pra acabar com isso
Anjo da morte que vai te perseguindo
Cheio de razão cheio de motivo
Na utei através do vidro
Olha nos seus olhos tira seu sentido
E no principio era trevas, no inicio do inicio
Um cego leva uma leva. A um passo do precipício
Quando eu era menino, falava como menino
Sentia como menino, discorria como menino
Mas, logo que cheguei a ser homem
Acabei com as coisas de menino
1 Coríntios 13:11


Writer/s: Mc Big Ben

The most viewed

Mc Big Ben songs in April