VINÍCIUS CANTUÁRIA


Fecha de nacimiento:
29 de abril de 1951

Sumario
Trovapedia
Canciones compuestas por
Vinícius Cantuária
Cancioneros con canciones
de Vinícius Cantuária
Más letras en CANCIONEROS
de Vinícius Cantuária
Escúchalo en Apple Music
Vinícius Cantuária (Manaus, 29 de abril de 1951) é um cantor, multi-instrumentista e compositor brasileiro.


Carreira



Iniciou sua carreira profissional no início dos anos 1970, como baterista do grupo O Terço, com o qual atuou até 1972. Nos anos de 1975 e 1976 integrou a Banda Atômica, que acompanhava Jorge Mautner em shows e gravações. Atuou, também, com Luiz Melodia, Gilberto Gil e Caetano Veloso.

Em 1981, teve seu primeiro grande sucesso como compositor, com a gravação de sua canção "Lua e Estrela", incluída no repertório do disco de Caetano Veloso "Outras Palavras", que atingiu a marca de 100 mil cópias vendidas. No ano seguinte, gravou seu primeiro LP como artista solista, "Vinícius Cantuária", com destaque para sua composição "Coisa linda", música que viria a figurar nas paradas de sucesso.

Em 1984, lançou o álbum "Sutis Diferenças", no qual interpretou seu maior sucesso até hoje, "Só Você", que permaneceu no topo das paradas por meses e o lançou nacionalmente. Apesar de Cantuária ter sido o compositor e ter lançado a canção como sua, ela foi regravada por Fábio Jr. e se tornou um dos maiores sucessos da carreira do cantor paulista.

Ainda na década de 1980, lançou os LPs "Gávea de Manhã" (1983), "Siga-me" (1985) e "Nu Brasil". Atuou, nessa época, com Chico Buarque, com quem excursionou em turnê de shows do disco "Francisco".

Apresentou-se em Portugal durante o ano de 1989.

Lançou, em 1991, o CD "Rio Negro". Fez parte, ao lado de Ritchie, Cláudio Zoli, Dadi e Mu Carvalho, do grupo Tigres de Bengala, com o qual lançou um CD, em 1993.

Em seguida, mudou-se para os Estados Unidos, onde gravou os CDs "Sol na Cara" (1996), produzido por Arto Lindsay, e "Tucumã" (1999). Em 2001, participou do disco "Look Into The Eyeball", de David Byrne.

Em 2011, lançou o CD “Samba Carioca”, contendo suas canções “Praia Grande” (c/ Marcos Valle), “Orla” (c/ Liminha, Marcos Valle e Dadi), “Fugiu” (c/ Arto Lindsay), “Só Ficou Saudade (c/ Paulo Sérgio Valle), “Berlim”, “Julinha de Botas” e “Conversa Fiada”, além de “Vagamente” (Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli) e “Inútil Paisagem” (Tom Jobim e Aloysio de Oliveira).

Em 2013, formou, com Dadi e o compositor e guitarrista norte-americano Jesse Harris (autor de “Don’t Know Why”, sucesso na voz da cantora Norah Jones) o Trio Estrangeiros, com o qual fez uma turnê de shows pelo Japão. Antes de seguir viagem, estreou o show no espaço Vizta (RJ), pelo projeto “Bossa, jazz e muito mais”.


Discografia



  • 2015 - Vinicius canta Antonio Carlos Jobim
  • 2013 - Índio de Apartamento - (E1 Music/Naive)
  • 2012 - Ricardo Silveira & Vinicius Cantuária
  • 2011 - Lágrimas Mexicanas - (E1 Music/Naive)
  • 2009 - Samba Carioca - (Naive)
  • 2007 - Cymbals - (Naive)
  • 2005 - Silva - (Hannibal/Rykodisc)
  • 2004 - Horse and Fish - (Bar None/Rykodisc)
  • 2003 - Live: Skirball Center - (Kufala)
  • 2001 - Vinícius - (Transparent Music)
  • 1999 - Tucumã - (Verve/Polygram)
  • 1998 - Amor Brasileiro - (For Life - apenas no Japão)
  • 1996 - Sol Na Cara - (For Life/Gramavision)
  • 1993 - Tigres de Bengala - (com Ritchie e Cláudio Zoli)
  • 1991 - Rio Negro - (Chorus/Som Livre)
  • 1986 - Nu Brazil - (EMI/Brazil)
  • 1985 - Siga-me - (EMI/Brazil)
  • 1984 - Sutis Diferenças - (EMI/Brazil)
  • 1983 - Gávea de Manhã - (BMG/Ariola)
  • 1982 - Vinícius Cantuária - (BMG/Ariola)
 El contenido de este artículo ha sido extraído total o parcialmente de la Wikipedia en portugués bajo licencia Creative Commons.

 










 
PUBLICIDAD
PUBLICIDAD

 

LO + EN CANCIONEROS.COM

 

HOY DESTACAMOS
La compañera de Atahualpa Yupanqui

el 21/05/2020

Fue la mujer que acompañó a Yupanqui durante casi medio siglo. Pese a que era una gran concertista de piano, dejó a un lado su carrera para acompañarlo. Junto a Atahualpa compuso 65 canciones de enorme éxito, como El arriero y Luna Tucumana.

HOY EN PORTADA
28 aniversario de su partida

el 21/05/2020

Hace 28 años, Atahualpa Yupanqui, el máximo exponente del folclore argentino moría en Nimes, Francia, horas después de tener que cancelar un recital. Un virtuoso de la guitarra, un poeta de las cosas simples, un hombre comprometido con sus ideas y con su tierra. Un artista que recién en los últimos años fue merecidamente reconocido por su país.

 



© 2020 CANCIONEROS.COM

Notas legales

Qué es cancioneros
Aviso legal
• Política de privacidad

Servicios

Contacto
Cómo colaborar
Criterios
Estadísticas
Publicidad

Síguenos

   

cancioneros.com/letras
Acceso profesional