Joan Manuel Serrat

Sinceramente teu

Imprimir canciónEnviar corrección de la canciónEnviar canción nuevafacebooktwitterwhatsapp


Não escolhas só uma fatia
me aceita como eu me dou
inteira e tal como sou
não se engane à luz do dia.

Sou sinceramente tua
mas não quero ir, meu amor,
pela tua vida de visita
vestida para a ocasião.
Preferiria com o tempo
me reconhecer sem rubor.

Conta ao teu coração
que existe sempre uma razão
escondida em cada gesto.
Por detrás ou pela frente
cada qual é diferente
cada um tem seu defeito.

Nunca é triste a verdade,
o que ela não tem é jeito.

Y no es prudente ir camuflado
eternamente por ahí.
Ni por estar junto a ti
ni para ir a ningún lado.

No me pidas que no piense
en voz alta, por mi bien,
ni que me suba a un taburete,
si quieres, probaré a crecer.
Es insufrible ver que lloras
y yo no tengo nada que hacer.

Cuéntale a tu corazón
que existe siempre una razón
escondida en cada gesto.
Del derecho y del revés,
uno sólo es lo que es
y anda siempre con lo puesto.

Nunca é triste a verdade,
o que ela não tem é jeito.


Autor(es): Joan Manuel Serrat

Canciones más vistas de